• .
    CULTURA
  • .
    EDUCAÇÃO
  • .
    INVESTIGAÇÃO
  • .
    TECNOLOGIA
  • .

    FAAN - 10 ANOS
powered by negetics

Bem-vindo à FAAN

Seja bem-vindo ao portal da Fundação Dr. António Agostinho Neto, nosso objectivo é promover a pesquisa e divulgação da vida e da obra do Dr. António Agostinho Neto; Promover actividades para melhorar o bem-estar e a condição dos angolanos; A promoção da educação, da ciência, da tecnologia e da cultura, para incentivar a criação e a inovação, de todo o tipo e sob todas as formas, e a investigação científica e tecnológica.

Versão para impressão
PDF

ARTIGO DE JOÃO ROCHA SOBRE O LIVRO "ANGOLA: INÍCIO DO FIM DA URSS" DE JOSÉ MILHAZES



URSS quase apoiou FNLA e admitiu apostar em Savimbi

Artigo publicado no Público sobre o livro: "Angola: início do fim da URSS"
""URSS quase apoiou FNLA e admitiu apostar em Savimbi"
Por João Manuel Rocha

A ideia de que a União Soviética (URSS) sempre esteve de alma e coração com o MPLA (Movimento Popular de Libertação de Angola), que assumiu o poder após a independência, é falsa. No início dos anos 1960, Moscovo esteve prestes a reconhecer a rival FNLA (Frente Nacional de Libertação de Angola), o que só não aconteceu devido à intervenção do líder comunista português, Álvaro Cunhal.

Versão para impressão
PDF

CRÍTICA AO LIVRO "SAMORA MACHEL: ATENTADO OU ACIDENTE" de José Milhazes

Crítica do meu livro "Samora Machel: Atentado ou Acidente?"

Crítica ao meu livro escrita por António Botelho de Melo no blog "ma-schamba":

"Enquanto me encontro a ler o quase enciclopédico ANC: A view from Moscow, de Vladimir Shubin (Joanesburgo: Jacana Media, 2008), interrompi ontem por um serão para ler o mais ou menos bombasticamente intitulado Samora Machel – Atentado ou Acidente?, da autoria de José Milhazes (Lisboa: Alêtheia Editores) publicado há poucas semanas.

Versão para impressão
PDF

Basil Davidson obituary.




Radical journalist and historian who charted the death throes of colonialism in Africa Victoria guardian.co.uk, Friday 9 July 2010 ,17.52 BST

Article history
Davidson found himself listed as a ‘prohibited immigrant’ in some white-ruled African countries. Photograph: Augusta Conchiglia Basil Davidson, who has died aged 95, was a radical journalist in the great anti-imperial tradition, and became a distinguished historian of pre-colonial Africa. An energetic and charismatic figure, he was dropped behind enemy lines during the second world war and joined that legendary band of British soldiers who fought with the partisans in Yugoslavia and in Italy. Years later, he was the first reporter to travel with the guerrillas fighting the Portuguese in Angola and Guinea-Bissau, and brought their struggle to the world's attention.

Prémio de Investigação

 Logo Prémio de Investigação Histórica

Jovens Escritores

REDES SOCIAIS

SUBSCREVER NEWSLETTER

Nome:
Email: